O que esperar da primeira consulta oncológica

 

Após o diagnóstico, muitas são as dúvidas dos pacientes oncológicos sobre como será o processo de tratamento e cura do câncer, visto que há várias etapas a serem seguidas e diversas maneiras de cuidar da doença. Dessa forma, ir ao consultório médico para a primeira consulta oncológica pode causar ansiedade e muitas dúvidas no paciente, que nem sempre sabe o que esperar desse momento tão importante. Por isso, preparamos um pequeno dossiê com as principais informações que você precisa saber sobre a primeira ida ao oncologista.

Cada caso é um caso – ajude o médico a entender o seu!

Especialmente na primeira consulta, é essencial contar tudo que puder ajudar na elaboração do seu quadro atual. Antes de ir ao médico, faça uma pesquisa apurada sobre seu histórico familiar e tente elencar possíveis hábitos ou fatores que possam agravar ou que podem ter estimulado o desenvolvimento da doença. Converse com o médico sobre essas e outras questões, como uso de medicamentos e rotina de atividades físicas, por exemplo.

Entendendo o seu diagnóstico

Esse é um momento muito importante de entendimento mútuo sobre o que está acontecendo no seu corpo e como vocês lutarão contra esse problema. Por isso, além de ter as respostas necessárias, saiba fazer as perguntas corretas: esse é o momento de compreender e assimilar alguns pontos importantes, como o tipo de tumor, o estágio da doença, as possíveis mudanças na sua rotina e os riscos e efeitos dos possíveis tratamentos.

Não se acanhe: esse momento será de grande valia para que você e sua família entendam melhor a situação e saibam lidar com ela juntos. Se possível, leve alguém de confiança com você para ajudar nesse momento – quanto mais dúvidas forem sanadas nessa etapa, melhor.

O momento de ouvir – e de agir

Após responder e fazer perguntas, o seu médico deve requisitar uma série de exames e, possivelmente, encaminhamentos para outras especialidades médicas. Ouça atentamente as orientações de seu oncologista e prepare-se para uma maratona de exames, que devem ser feitos o quanto antes.

Lembre-se: a maioria dos casos, quando descobertos em tempo hábil, possui cura, e apesar de ser um momento difícil, você pode superá-lo. Enxergue a equipe médica como sua parceira e se dedique às etapas pré-tratamento para tornar o processo mais ágil e assertivo.

Não esqueça: com o diagnóstico e tratamento corretos, logo logo os exames trarão boas notícias!

Leia também: Como identificar, tratar e evitar o câncer de pele, tipo mais comum da doença no Brasil